Número de internautas residenciais cai apenas 1% em junho

Devido às festas juninas, o número de internautas residenciais ativos teve queda de 1% no mês de junho, na comparação com maio, atingindo 22,9 milhões de usuários, de acordo com dados do Ibope/NetRatings. Em relação a junho do ano passado, porém, quando foram registrados 18 milhões de usuários residenciais, houve um aumento de 26,9%. De todo modo, a quantidade de pessoas com acesso residencial à internet, segundo o instituto de pesquisas, continuou a indicar que 35,5 milhões podem acessar a rede mundial de computadores a partir de seus lares.

Conforme o levantamento, o Brasil continua a ser o país com maior tempo médio mensal de navegação residencial por internautas entre os dez países monitorados pela Nielsen/NetRatings, com 23 horas e 12 minutos por pessoa, embora 36 minutos menor do que o tempo de maio. “Essas pequenas variações já eram esperadas”, comenta Alexandre Sanches Magalhães, gerente de análise do Ibope/NetRatings. “Junho é um mês de 30 dias e isso impacta o tempo de utilização da internet no mês, bem como o número de pessoas que têm a oportunidade de acessar a rede. A média de tempo diária por usuário, por exemplo, é a maior que já observamos”, completa.

Os países que mais se aproximaram do tempo residencial médio do internauta brasileiro foram a Alemanha (20h11min), os Estados Unidos (19h52min), a França (19h50min) e o Japão (19h31min).

As categorias com melhor desempenho por número de usuários residenciais em junho, comparando com maio, foram viagens e turismo, com crescimento real de 7,4%, atingindo 6,614 milhões de internautas; casa e moda, que cresceu 4,81% e recebeu 7,686 milhões de visitantes únicos; educação e carreira, com 4,02% de aumento real no número de usuários e com visitas de 12,4 milhões de pessoas; governo e empresas sem fins lucrativos, que cresceu 3,4% em número de usuários, atingindo 10,944 milhões de brasileiros, além de finanças, seguros e investimentos, cujo crescimento real no período atingiu 1,06%, recebendo a visita de 9,158 milhões de brasileiros.

Considerando o período de um ano, enquanto a internet residencial ativa cresceu 26,9% em número de usuários, algumas categorias cresceram mais: viagens e turismo (42,14%), educação e carreira (33,2%), casa e moda (30,78%), entretenimento (30,2%) e telecom e serviços de internet (28,52%).

Por número de visitas por pessoa, as categorias com melhor desempenho no ano foram notícias e informações (com crescimento de 8,88% e 7,11 visitas por pessoa), informações corporativas (8,61% de crescimento e 2,9 visitas) e casa e moda (crescimento de 8,2% e 2,77 visitas).

Os dados relativos ao primeiro trimestre do Global Internet Trends (GNetT) continuam indicando que 41,565 milhões de pessoas com 16 anos ou mais declararam ter acesso à internet em qualquer ambiente (casa, trabalho, escola, cybercafés, bibliotecas e outros locais) .

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s