O desafio da colaboração

O conceito desperta o interesse de companhias como a IBM que aposta em redes sociais.

Aumentar a produtividade por meio da colaboração entre empresas. O conceito defendido com entusiasmo por Don Tapscott, CEO da New Paradigm, ainda representa um desafio para as corporações, que precisam descobrir uma maneira de tirar proveito da troca de informações e conhecimento – e faturar com possibilidades como a de avaliar diferentes perfis.

O Gartner estima que o mercado mundial de web conferência e de software de colaboração entre funcionários deve crescer cerca de 20% ao ano até 2010. Um aumento de US$ 1,3 bilhão, em 2006, para US$ 2,8 bilhões em 2010. Neste contexto, as redes sociais despertam grande interesse nas companhias.

A IBM aposta na arquitetura que ela denomina de Sonar (do inglês, social network architecture) para implementação de software de modo que a configuração seja amigável para o conceito de Web 2.0. Estudado internamente há cerca de 3,5 anos, o Sonar tem padrão aberto, mas ainda não resultou em ferramentas comerciais para análise de redes sociais. Algo que os executivos da Big Blue não descartam. “É, basicamente, uma arquitetura para orientação de como você analisa a interação das pessoas, enxergando o modo de cada uma delas se relacionarem”, detalha Ricardo Rossi Neto, gerente de vendas Lotus.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s