Gestão eficiente faz a diferença para sobrevivência de empresas

Projeto Empreender SEBRAE

Coordenador Nacional do Projeto Empreender, Gustavo Reis, afirma que as pequenas empresas devem investir em gestão empresarial para sobreviver no mercado.

A era do ‘achômetro’ acabou no mercado brasileiro. A opinião é de Gustavo Reis, coordenador do Projeto Empreender do Sebrae Nacional. Para Reis, o chamado ‘feeling’ (sentimento, percepção) para os negócios pode funcionar até certo ponto, mas não promove a sustentabilidade de uma empresa. “Atualmente, é preciso que o empresário invista em procedimentos de gestão no dia-a-dia do seu empreendimento”.

O coordenador lembra que parte das micro e pequenas empresas brasileiras, principalmente nos municípios do interior do País, são administradas por empreendedores familiares, onde as experiências dos pais, os fundadores dos negócios, ainda dominam o cotidiano empresarial. “Conheço empresas com grandes possibilidades de crescimento, mas que continuam atreladas a uma gestão sem o mínimo de organização”, observa Reis.

Com um arranjo financeiro ruim, por exemplo, o coordenador ressalta que até o acesso ao crédito é dificultado para as empresas, “pois os bancos costumam olhar com desconfiança para um empreendimento que não consegue demonstrar sua capacidade de gestão e investimento”. Aliás, Reis afirma que este é um processo natural nos dias atuais, quando as garantias para um financiamento vão além do patrimônio apresentado.

Ao enumerar a presença do Projeto Empreender em 16 Estados do Brasil, o coordenador nota que a cultura da cooperação entre os empresários pode fazer a diferença quanto à melhoria da gestão nas micro e pequenas empresas. Reis enfatiza que “o empreendedor brasileiro não deve ver o seu concorrente como inimigo no mercado, mas participar da mobilização do segmento pela implantação de processos de gestão eficazes em suas empresas.”

Ao viajar por todo o Brasil para a promoção do Empreender, o coordenador acentua a importância das cidades onde a ação está presente, funcionando como um pólo para a transmissão da cultura empreendedora e cooperativa. “Em Goiás, por exemplo, o projeto atua em 35 municípios, beneficiando cadeias produtivas de cerca de duas mil micro e pequenas empresas de 150 segmentos empresariais”, destaca Reis.

O Projeto Empreender reúne um conjunto de ações, cujo objetivo é o desenvolvimento e fortalecimento das micro e pequenas empresas, por meio do associativismo. O objetivo maior do Empreender é contribuir para o desenvolvimento socioeconômico, principalmente na geração de emprego, ocupação e renda.

Para o coordenador, a previsão de investimento de R$ 1,3 milhão que este ano o Sebrae/GO fará no Projeto Empreender “é prova de que as micro e pequenas empresas do Estado podem dar um salto de qualidade na gestão empresarial”.

Informações: 0800 570 0800

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s