Empresas estrangeiras brigam por área de saúde no País

saude_medicos

Em Minas Gerais, GE investiu US$ 50 milhões para implantar fábrica de equipamentos de raios-x e mamografia. Empresa buscará fornecedores locais para desenvolver outras máquinas

Algumas das maiores empresas especializadas no setor de saúde do mundo olham para o mercado brasileiro cada vez com mais atenção, já que é um mercado que, entre produtos e serviços, movimenta cerca de R$ 200 bilhões ao ano e representa perto de 8% do Produto Interno Bruto (PIB). A divisão de saúde da gigante General Electric (GE), chamada GE Healthcare, por exemplo, é uma das companhias que fazem forte investida no País, ao anunciar a implantação de uma fábrica em Minas Gerais, a aporte mínimo de US$ 50 milhões.

A fábrica mineira começará a operar em 2010 e será a primeira a produzir equipamentos de raios-x e mamografia na América Latina, com possibilidade de exportar para outros mercados. “No futuro, esses equipamentos fabricados aqui poderão ser exportados a outros mercados, além do latino”, diz Cláudia Goulart, presidente da GE Healthcare da América Latina.

Cláudia explica que a fábrica foi planejada no ano passado e deveria ter começado a operar este ano, não fosse a mudança de planejamento. “Redimensionamos o tamanho da fábrica e mudamos de imóvel, pois vimos que o outro não suportaria o crescimento dos próximos cinco anos”, disse ela.

De acordo com a executiva, a longo prazo, a unidade deve produzir máquinas de grande porte e mais sofisticadas, o que depende de negociação com desenvolvedores de componentes, fornecedores locais, além de outros procedimentos mais complexos . “Não posso dizer em quanto tempo essa linha de produtos vai entrar na fabricação local, pode ser depois de dois ou seis meses”, explicou Cláudia.

A companhia, que é uma das expositoras da “Hospitalar 2009”, a maior feira de saúde da América Latina, espera crescer cerca de 15% em relação ao volume de negociações do ano passado, no evento. “A movimentação da feira está excelente e a intensidade das negociações também”, comentou Cláudia. Hoje, a receita de todos os negócios da GE na América Latina somam US$ 8,3 bilhões, sendo o Brasil responsável por 40% deste montante. A expectativa era de atingir cerca de US$ 12 bilhões até o ano que vem, na região latina, meta que deve ser revista decorrente dos efeitos da crise.

A Siemens Healthcare do Brasil, uma das maiores concorrentes da GE, registrou crescimento de 32% em relação ao ano anterior e, por isso, considera o País estratégico para a operação global da companhia. “Tivemos um bom crescimento mesmo frente à crise mundial. O Brasil tem se destacado positivamente e temos uma chance única de sair mais rápido e mais fortalecidos desse período de turbulência”, explicou Reynaldo Gotto, gerente da divisão de saúde da empresa.

Mesmo diante de resultados positivos, o executivo acredita que a desaceleração da economia como um todo deve puxar o crescimento da divisão de saúde para baixo. “Neste ano, o crescimento ficará em torno de 10%”, disse.

A companhia tem uma unidade fabril no bairro da Lapa, em São Paulo, que produz equipamentos de raio-x e realiza o recondicionamento de outros produtos, atendendo ao mercado nacional e o latino americano. Também participante da feira “Hospitalar 2009”, a Siemens prevê um volume de negociações de cerca de R$ 10 milhões para esta edição do evento de negócios em saúde.

Sistemas

De origem portuguesa e especializada em informatização hospitalar, a Alert do Brasil é outra que aposta no mercado nacional e prevê investimentos médios de R$ 7 milhões este ano no País. “No ano passado, cerca de 30% de todo o faturamento veio do Brasil. A expectativa é aumentar esse valor para 40%”, disse Luiz Brescia, presidente da empresa no mercado brasileiro.

A companhia, que afirma estar estudando trazer para cá um Centro de Pesquisa e Desenvolvimento no próximo ano, afirma que tem ainda a expectativa de fechar o contrato com seis grandes negócios durante a feira hospitalar deste ano. Na edição do ano passado, a companhia fechou três grandes contratos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s