Cresce investimento em TI

InvestirTI

Pesquisa da Fundação Getúlio Vargas mostra que infomatização aumentou, em média, 16% no país.

As empresas brasileiras não só estão mais informatizadas, como estão gastando mais com tecnologia. Um estudo divulgado na última semana pelo Centro de Tecnologia de Informação Aplicada da Escola de Administração de Empresas de São Paulo, parte integrante da Fundação Getúlio Vargas (FGV-EAESP), mostra que o grau de informatização dos setores de comércio, indústria e serviços cresceu significativamente entre os anos de 2007 e 2008.

O mesmo estudo revela que as empresas também aumentaram seus investimentos em TI, na mesma medida em que os preços diminuíram. Um estudo paralelo constatou que boa parte das empresas usam comércio eletrônico, considerado de alto nível no País pela FGV.

Segundo o estudo, o uso de tecnologia, especialmente informatização e conectividade, aumentou em média 16% no País. O gasto das empresas com tecnologia também subiu. Antes, as companhias dedicavam cerca de 5% de suas receitas em TI e agora o valor subiu para 6% em média.

O número acompanhou o aumento da informatização geral do País, que chegou a 60 milhões de computadores no ano passado, com previsão de 100 milhões em 2012. Já o número de funcionários usuários de computadores nas empresas cresceu 13%, o que é considerado um dado positivo pela FGV.

A análise da fundação é que o crescimento desigual do número de computadores e de usuários contribui para a paridade de usuários por micro, que passou de três para 1,1 em 2008. Outra relação que diminuiu foi a de funcionário por teclado na empresa. Antes eram 20 profissionais com acesso a um PC em cada companhia e, hoje, o número caiu para 1,7 empregado por micro.

O uso da internet também aumentou. O estudo mostra que 99% das empresas têm site na internet e 56% dos seus funcionários estão conectados no trabalho. Já a média de velocidade dos links é de 2 Mbps e cerca de 98% dos computadores das empresas estão em rede.

Até mesmo pelo histórico de utilização de tecnologia, o segmento que mais se destacou foi o de bancos, parte do setor de serviços. O gasto geral das instituições financeiras cresceu mais de 11% em 2008, bem acima da média. Curiosamente, o segmento de comércio apresentou crescimento menor que a média, com 2,5% de aumento. Na indústria, o destaque foi para o segmento de química petroquímica, com crescimento igual à média.

Numa pesquisa paralela, a FGV detectou que a inserção do comércio eletrônico no Brasil já pode ser considerada avançada. Até pela natureza do negócio, o segmento comércio lidera o ranking, com 55% das empresas, tendo setores específicos dedicados ao comércio eletrônico. Das empresas voltadas a serviços, 40% praticam vendas online. Cerca de 30% do segmento indústria fazem negócios pela internet.

Um comentário sobre “Cresce investimento em TI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s