Empreendedorismo pode ser um diferencial nas atitudes diárias?


empreendedorismo3

O empreendedorismo além de pesquisado, reconhecido e desejado, está cada vez mais se tornando essencial.

No início do século XVIII era possível identificar um empreendedor, como sendo uma pessoa que assumia riscos em uma negociação de compra de serviços ou de mercadorias por um determinado preço, com a intenção de posteriormente, revender por um preço incerto. Gradativamente, o empreendedorismo estimulou a capacidade de aprendizagem, ampliou seu conceito compreendendo a ótica organizacional e se tornou essencial diante das complexidades e das dinâmicas do cenário empresarial.

O empreendedorismo além de pesquisado, reconhecido e desejado, está cada vez mais se tornando essencial nas atitudes diárias. Perceber que em um período, onde a duração dos empregos formais está menor e, os mais diversos setores industriais e comerciais são caracterizados por expressiva volatilidade, o empreendedorismo ao ser aplicado diariamente, passa a ser um importante diferencial para fortalecer a capacidade de superar desafios. Aplique os dois fatores abaixo e perceba que o empreendedorismo, pode sim, ser um relevante ingrediente e um diferencial nas atitudes diárias.

Valorizar cada oportunidade como um momento único

Certa vez, fui convidado para apresentar palestra durante a realização de uma convenção de vendas. Enquanto aguardava o momento de subir ao palco, ouvia atentamente o gerente falar de maneira negativa sobre determinado concorrente. Algum tempo depois, para minha surpresa, recebo a notícia do desligamento do gerente desta empresa e adivinhe onde ele foi trabalhar? Você acertou! Justamente na empresa que anteriormente ele falou negativamente. Acredito que alguns profissionais, jogam pela janela, o momento de valorizar o trabalho e a empresa onde atuam. Reclamam dos benefícios oferecidos e deixam de observar as oportunidades que surgem diariamente. São profissionais que trazem consigo experiências negativas que dificultam sua adaptação de entendimento e aceitação aos processos de transformação da cultura organizacional e com base na experiência profissional em outras empresas, demonstram expressiva dificuldade em acolher as mudanças que lhe são impostas. E qual o resultado? Sem se preocupar com o clima organizacional, aplicam comportamentos de arrogância, ausência de empreendedorismo e atitudes que dificultam o relacionamento e sua coerente relação com os demais colaboradores da empresa.

O treinamento é um investimento para o empreendedor – Além de cultivar o hábito de participar de maneira expressiva de cursos de especialização, palestras e treinamentos para fortalecer suas aptidões, habilidades e olhar de maneira sincera sua atuação, o empreendedor realiza a leitura de livros, revistas, sites e jornais. Está presente em reuniões em núcleos setoriais, encontros em entidades de classe para fortalecer sua rede de relacionamentos e busca abandonar qualquer situação que limite sua capacidade de reconhecer seu crescimento pessoal e profissional. O empreendedor sabe que grandes realizações ocorrem, quando rompe a inércia do comodismo e acredita que todo resultado é gerado por mudanças diárias em observar o ambiente que está a sua volta. Pode parecer óbvio, mas o empreendedor demonstra motivação, caráter, compromisso, energia positiva para superar desafios e compreende que o trabalho duro por si só, é mais um ingrediente para alcançar o sucesso. O interessante é que o empreendedor além de trabalhar
intensas horas, compreende que há algo a mais do que a quantidade de horas, há o comprometimento com a intensidade das horas de trabalho. Para um empreendedor, o treinamento não é perda de tempo, mas a oportunidade de expandir seus conhecimentos, demonstrando interesse mais chances de traduzir sua estratégia em resultados, realizando a seguinte reflexão: Como posso fazer do meu trabalho um sucesso?

Como empreendedor, que tipo de comportamento e características diferenciais você planeja trazer a bordo nas suas atitudes diárias? Será que você conta com uma estratégia correta para alcançar seus objetivos como empreendedor? Observe que não existe um estilo comum a todos os empreendedores e desta forma, relevante contar com um estilo que direcione as energias para as atividades corretas, acreditando que o empreendedorismo apresenta resultados concretos. Para a aplicação do empreendedorismo é imprescindível atentar que antes de definir os objetivos de um negócio é necessário articular os objetivos pessoais, e assim aplicar diferenciais nas atitudes diárias.

Veja também

Mais informações sobre Empreendedorismo:
  1. Desafio Sebrae inicia jogos
  2. Capital Humano e Intelectual
  3. Projetos de Tecnologia E-Gov
  4. Concurso premia empreendedorismo de estudantes
  5. Empreendedorismo em alta

 

 

Logomarca Cysneiros e Consultores Associados
 

HTML 5 ameaça padrões web como Flash e Silverlight, dizem especialistas


HTML5-logo

Evolução da linguagem padrão para web pode eliminar necessidade de plug-ins para aplicações multimídia em navegadores

O HTML 5, evolução da linguagem padrão da web, pode mudar o jogo do desenvolvimento de aplicações multimídia e tornar obsoletos padrões estabelecidos no mercado como as tecnologias Flash, da Adobe, Silverlight, da Microsoft, e JavaFX, da Sun.

A nova versão da linguagem proposta pelo consórcio World Wide Web (W3C), responsável por desenvolver tecnologias compatíveis para a evolução da web, se volta ao desenvolvimento de aplicações online que não foram bem resolvida nas encarnações anteriores do HTML, reconhece o W3C. Agora, o HTML 5 volta para preencher as lacunas que ficaram a cargo de linguagens como Flash, Silverlight e JavaFX.

“O HTML 5 é a segunda onda da web” afirma Dion Almaer, co-diretor de ferramentas de desenvolvimento da Mozilla, criadora do browser Firefox. A nova especificação, segundo ele, inclui funções para atender a oferta de vídeos e gráficos na web, além de um conjunto de interfaces de programação de aplicações (APIs na sigla em inglês).

Na avaliação de Ben Galbraith, co-diretor de ferramentas da Mozilla e co-fundador do site Ajaxian ao lado de Almaer, tecnologias viabilizadas pelo HTML 5 como o Canvas – para desenhos 2D -, o armazenamento de conteúdos no desktop permitirão que “usemos mais o browser do que nunca”.

As aplicações web ficarão mais divertidas, opina o gerente de projetos do browser Chrome, do Google, Ian Fette. “Elas serão mais rápidas e vão oferecer uma experiência melhor ao usuário, fazendo com que não exista uma diferença entre aplicações online e offline.”

Após cinco anos de trabalho, uma versão de testes do HTML 5 foi finalizada no início deste ano, mas a versão final está prometida para 2012.

A especificação já é compatível com browsers como Chrome, Safari, da Apple, e Internet Explorer 8, da Microsoft, e em versões que estão por vir, como o Firefox 3.5, da Mozilla, e Opera 10, da Opera.

Fim dos add-ons
Enquanto Adobe, Microsoft, e Sun disputam a oferta de suas tecnologias para o desenvolvimento de aplicações multimídia na web, o HTML 5 tem potencial para arrasar os concorrentes por oferecer experiências de web baseadas em um padrão da indústria.

Uma das vantagens do HTML 5 é deixar de lado tecnologias proprietárias na web como Flash, Silverlight e JavaFX, afirma Ian Hickson, co-editor da especificação HTML 5 e funcionário do Google – o co-editor do HTML 5 trabalha na Apple.

“É sempre um problema quando você fica preso a um único fornecedor de software – especialmente se eles decidem abandonar o produto que você está usando, ou cobrar por ele. Com uma plataforma aberta não há tal risco” afirma Hickson.

Veja também

Mais informações sobre WEB 2.0:
  1. Dell afirma ter faturado US$ 3 milhões com conta no Twitter 
  2. Twitter é usado como “arma” Social
  3. Era ‘pontocom’ faz 20 anos
  4. Inovação: Construtora vende por R$ 500 mil 1º apartamento pelo Twitter
  5. Wave quer agregar dados na web
  6. Tempo gasto em redes sociais nos EUA quase dobra em um ano
  7. Qual melhor tipo de Blog para sua empresa?
  8. Internet2 via satélite
  9. Como ganhar dinheiro com o Twitter?
  10. A Web 2.0 somos nós

 

Logomarca Cysneiros e Consultores Associados
 

IBM investirá US$ 100 milhões em pesquisa de tecnologias móveis


mobile

Nos próximos 5 anos, laboratório da IBM na Índia vai focar em tecnologias que facilitem acesso à internet e serviços no celular

A IBM vai investir 100 milhões de dólares em pesquisa na área de comunicação móvel nos próximos cinco anos.

A companhia pretende criar em seus laboratórios tecnologias que façam as pessoas não terem mais o PC como equipamento primordial para acessar a internet, ou seja, facilitando o uso de serviços em seus celulares, como gestão de funcionários de uma empresa, transações financeiras, entretenimento, compras, entre outras atividades.

Boa parte da pesquisa provavelmente vai focar em tecnologias para mercados emergentes e em seus celulares, disse uma porta-voz da IBM Research, nesta quarta-feira (17/6).

Um dos projetos em desenvolvimento no IBM Research Lab em Haifa, na Índia, é feito junto à operadora Taiwan Mobile, que prevê analisar informações de consumidores e alcançar negócios inteligentes baseados nas preferências dos usuários, contexto e histórico de serviços.

Veja também

Mais informações sobre Mobiles:
  1. Apple construirá data center nos EUA com incentivos fiscais
  2. Intel investe US$ 43 milhões em operadora japonesa de WiMax
  3. Portal WAP – Pequena empresa terá informações sobre negócios pelo celular
  4. Empresas de consultoria oferecem assessoramento para facilitar o ingresso de novos empreendimentos inovadores no projeto que visa oferecer R$120mil
  5. O que você guarda dentro do seu celular?

 

Logomarca Cysneiros e Consultores Associados
 

MySpace e iG fecham parceria de conteúdo e publicidade


myspace

Rede social e portal de conteúdo criarão comunidades onde irão compartilhar publicidade. Primeira é a iG Futebol

A rede social MySpace Brasil e o portal de conteúdo iG anunciaram nesta quarta-feira (17/06) um acordo para compartilhar conteúdo, publicidade e tecnologias. A parceria entre a rede social e um portal de internet é inédita no mundo e oferecerá um link direto para acesso ao MySpace aos internautas e assinantes do iG.

Por meio deste canal, será facilitado o acesso a perfis de artistas, vídeos e comunidades. Do outro lado, os usuários do MySpace poderão acessar conteúdos do iG dentro da rede social. “Nosso conteúdo tem que ir onde as pessoas estão. É mais que clicar na página do iG pelo MySpace, e vice-versa”, explica o diretor de conteúdo do iG, Caique Severo.

O primeiro fruto da parceria é a comunidade iG Futebol no MySpace, que oferece as notícias do iG Esporte e o aplicativo  inédito Top Craques, que os usuários podem adicionar ao seu perfil na rede social e mostrarem seus jogadores preferidos. As empresas prometem colocar no ar uma comunidade sobre música em breve e, em seguida, com outros temas.

Nestas comunidades, o iG e o MySpace poderão vender publicidade de acordo com os temas dos canais.

Veja também

Mais informações sobre Redes Sociais (Web 2.0):
  1. Dell afirma ter faturado US$ 3 milhões com conta no Twitter 
  2. Twitter é usado como “arma” Social
  3. Era ‘pontocom’ faz 20 anos
  4. Inovação: Construtora vende por R$ 500 mil 1º apartamento pelo Twitter
  5. Wave quer agregar dados na web
  6. Tempo gasto em redes sociais nos EUA quase dobra em um ano
  7. Qual melhor tipo de Blog para sua empresa?
  8. Internet2 via satélite
  9. Como ganhar dinheiro com o Twitter?
  10. A Web 2.0 somos nós
Logomarca Cysneiros e Consultores Associados
 

HTML 5: conheça a linguagem que vai revolucionar sua navegação na web


html5

Há 10 anos sem atualização, HTML evolui e abre caminho para browsers auto-suficientes com avanços em multimídia e aplicações offline

Quebrar as barreiras de compatibilidade na exibição de vídeos via internet, aprimorar o uso offline de aplicações web e exibir gráficos interativos com facilidade no browser estão entre os avanços permitidos pela evolução de uma linguagem que ficou uma década sem atualização, o HTML 5.

A quinta versão da linguagem de desenvolvimento HyperText Markup Language (HTML), responsável por organizar e formatar as primeiras páginas que visitamos na internet, é a grande aposta de empresas como Google, Mozilla, Apple e Opera para levar as aplicações à web. A versão final mais recente da linguagem é o HTML 4.0.1, aprovado em 1999.

“Por isso o frisson em relação ao HTML 5. A linguagem ficou muito tempo sem evoluir e as pessoas adotaram maneiras alternativas de resolver os problemas de programação na web”, afirma o professor do departamento de Ciência da Computação do Instituto de Matemática e Estatística (IME) da Universidade de São Paulo (USP), Marco Aurélio Gerosa.

A evolução do HTML influi na forma como os navegadores fazem a leitura dos códigos de programação e montam as páginas web para o internauta.

Veja também

Mais informações sobre WEB 2.0:
  1. Dell afirma ter faturado US$ 3 milhões com conta no Twitter 
  2. Twitter é usado como “arma” Social
  3. Era ‘pontocom’ faz 20 anos
  4. Inovação: Construtora vende por R$ 500 mil 1º apartamento pelo Twitter
  5. Wave quer agregar dados na web
  6. Tempo gasto em redes sociais nos EUA quase dobra em um ano
  7. Qual melhor tipo de Blog para sua empresa?
  8. Internet2 via satélite
  9. Como ganhar dinheiro com o Twitter?
  10. A Web 2.0 somos nós

 

Logomarca Cysneiros e Consultores Associados
 

Desafio Sebrae inicia jogos


Desafio Sebrae 2009

O maior jogo virtual de empreendedorismo do mundo.

Já começou a décima edição do jogo que envolve estudantes universitários de todo o país. Nesta quarta-feira, 17, mais de 131 mil estudantes universitários de todos os cantos e cursos do Brasil iniciam suas atividades no jogo virtual que estimula jovens a entrarem no mundo dos negócios. As equipes já fizeram o download do software e no primeiro momento devem estudar atentamente o manual, reunir a equipe e preparar as estratégicas para conseguir chegar a grande final.

O Desafio Sebrae visa oferecer aos estudantes universitários a oportunidade de gerenciar uma empresa, por meio de um software exclusivo, tomando decisões em todas as áreas, desde o preço de produtos, passando pelo investimento em marketing e qualidade, até a compra de matéria-prima. Este ano, o tema do jogo será a construção fictícia de uma empresa de brinquedos artesanais.

O jogo possui duas etapas: uma etapa estadual, onde do total de jogadores sai uma equipe vencedora, e a segunda etapa, que é a nacional, envolvendo vencedores estaduais de todo o país onde se divulga a equipe vitoriosa do ano. Vence o jogo quem além de apresentar criatividade, conhecimento e jogo de cintura, consiga seguir as instruções do jogo corretamente e administrar a empresa fictícia com sucesso. Os prêmios oferecidos vão desde computadores a uma viagem internacional de dez dias, para conhecer grandes centros empreendedores.

Um cuidado importante é procurar enviar sempre as decisões antes das datas previstas. Envios de última hora não permitem que se possa lidar, em tempo hábil, com os imprevistos ou problemas que ocorram. Se as decisões não forem recebidas pela organização dentro do prazo previsto, a equipe estará automaticamente desclassificada.

Serviço: www.desafio.sebrae.com.br

Veja também
Mais informações sobre SEBRAE e seus Protutos:
  1. Sebrae presta consultoria e acompanhamento gratuito a pequenas empresas
  2. Erros e Acertos dos novos Empreendedores pós crise
  3. Programa Ferramentas de Gestão Avançada
  4. Experiência de empresário mostra caminhos para a inovação
  5. Oportunidades de Negócio, Empreendedorismo e Capacitação
  6. Sebrae oferece curso de iniciação no Second Life
  7. O que é o Faça Diferente? (Programa do SEBRAE)
  8. A cidade do futuro
  9. Sebrae lança Cidade do Futuro
Logomarca Cysneiros e Consultores Associados
 

Inserção internacional: Pequenas empresas recebem apoio da UE


Al-Invest UE logo

Programa incentiva internacionalização de firmas da AL. Consórcio receberá G15 milhões.

Foi lançada ontem em São Paulo a quarta etapa do Al-Invest, um programa da União Europeia (UE) voltado ao estímulo à internacionalização das pequenas e médias empresas da América Latina. Até amanhã, empresários, dirigentes de entidades industriais e representantes da União Europeia e de órgãos internacionais, como o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), estarão reunidos em São Paulo para debater planos de ação para esta nova fase do projeto.

— A maior parte das atividades está associada a capacitação, treinamento e apoio direto às empresas que queiram expandir os negócios para a Europa e também para outros países da América Latina — explicou José Augusto Fernandes, diretor-executivo da Confederação Nacional da Indústria (CNI), que participou da abertura do encontro.

A CNI vai liderar um dos três consórcios regionais recém criados, representando os interesses das empresas dos países do Mercosul, do Chile e da Venezuela.

O consórcio receberá C15 milhões da União Europeia para a execução de projetos de inserção internacional. Segundo estimativas da CNI, cerca de 7,5 mil empresas de pequeno e médio porte desses países devem ser beneficiadas.

— A escolha da CNI é o reconhecimento da liderança que a indústria brasileira exerce na região — ressaltou Fernandes.

Alessandro Teixeira, presidente da Agência de Promoção das Exportações (Apex), que representou o ministro do Desenvolvimento, Miguel Jorge, no lançamento da nova etapa do programa, lembrou que hoje, das cerca de 350 feiras que a Apex promove pelo mundo, 200 ocorrem em países da União Europeia.

Criado há 15 anos, o programa Al-Invest já consumiu C145 milhões em ações de promoção de negócios de pequenas e médias empresas.

Opinião da Cysneiros Consultores:

Flammarion Cysneiros - CEO - ICOMUNI ConsultoriaPara Flammarion Cysneiros, diretor de Pesquisa e Desenvolvimento de Projetos da ICOMUNI Consultoria, esta iniciativa da Europeia (UE) trará ganhos para as Micro e Pequenas Empresas e o aumento da exportação de produtos da América Latina para o Mundo.

 

 
Veja também
Mais informações sobre internacionalização das MPES:
  1. Informativo RENAPI
Logomarca Cysneiros e Consultores Associados