Empreendedorismo sustentável é tema do Internacional Avape de Reabilitação e Inclusão


Empreendedorismo Social: Soluções em Tempos de Crise é o tema  do Encontro Internacional de Empreendedorismo Sustentável.

O evento faz parte do 3º Congresso Internacional Avape de Reabilitação e Inclusão  da AVAPE em São Paulo .

Políticas Públicas para Geração de Emprego e Renda no painel Parcerias Intersetoriais e Ações em Rede Gerando a Inclusão.

O encontro estima receber cerca de 500 profissionais da iniciativa pública, privada, organizações não governamentais e fundações que atuam nas áreas de reabilitação e inclusão de pessoas com deficiência, educação, gestão de organizações sociais, diversidade, responsabilidade social e programas sustentáveis e inclusivos.

Prêmio Técnico Empreendedor 2009


Iniciativa contempla projetos inovadores de instituições de ensino técnico e tecnológico.

Os projetos selecionados estão nos sites do Sebrae (www.sebrae.com.br), do Ministério da Educação (www.mec.gov.br), do Banco do Brasil (www.bb.com.br) e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (www.agricultura.gov.br), instituições parceiras na realização do prêmio.

Os projetos concorrem nas categorias Técnico (Ensino Médio) e Tecnólogo (Ensino Superior), nos temas Livre, Inclusão Social e Cooperativismo. Cada equipe reúne até três alunos e conta com um professor orientador. Este ano, houve a inscrição de 280 trabalhos. Os primeiros colocados na etapa nacional receberão R$ 8 mil; os segundos, R$ 6 mil; e os terceiros, R$ 4 mil. Já os professores orientadores dos primeiros, segundos e terceiros lugares receberão, respectivamente, R$ 3 mil, R$ 2 mil e R$ 1 mil.

Na categoria Técnico se classificaram em Tema Livre: Caprytos – Produtos da Carne Caprina (PE), Minhocas do Vale (GO) e MROUTES (PA). Em Inclusão Social os classificados foram BIO – ICTION (RJ), Coleção Artedaki (AP) e Turismo Ambiental e Inclusão Social na Chapada do Araripe com Trilhas Ecológicas (CE). Em Cooperativismo foram Cooperar – Cooperativa de Reciclagem e Indústrias de Telhas Ecológicas (GO), Coopmuriti – Cooperativa de Mulheres para Beneficiamento de Frutos do Buriti (GO) e Cooperativa de Piscicultores de São Domingos (DF).

Na categoria Tecnólogo, em Tema Livre, foram classificados os projetos Adesuv (SC), Ecobloco (SP) e Equipamentos para obtenção do ácido pirolenhoso e sua aplicabilidade (MG). Os projetos Librasystem (PB), MIG – Material Inclusivo para Genética (PA) e Tropix – Néctar de Frutos Tropicais (PE) foram classificados em Inclusão Social. Já os projetos Caminhão SOS Mulher (PR), Cooperativa Educacional Sopa de Letrinhas (SE) e Cooperativa dos Produtores de Óleo Essencial de Vetiver (MG) foram classificados em Cooperativismo.

A coordenadora nacional do Técnico Empreendedor pelo Sebrae, Denise Marques, elogia o nível cada vez mais instigante dos projetos recebidos. “O prêmio pretende estimular o empreendedorismo, e a inovação entre os estudantes e os projetos avaliados trazem justamente conceitos inovadores, com idéias surpreendentes”, elogia Denise.

O Programa Técnico Empreendedor compõe-se de três ações: o prêmio; uma parceria com a entidade Junior Achievement para capacitação de estudantes de escolas técnicas em oito estados e a capacitação de incubadoras de empresas de escolas técnicas.

Capacitação para turismo em Pernambuco


 

Programa oferece cursos on-line gratuitos de inglês e espanhol para 80 mil profissionais do setor, de olho na preparação para a Copa 2014.

O ministro do Turismo, Luiz Barretto, lança hoje no Recife o programa Olá, Turista!, que oferecerá cursos on-line gratuitos de inglês e espanhol para 80 mil profissionais do setor em 2010. Além do Recife, o projeto ocorrerá no Rio de Janeiro, em Salvador, Manaus, Fortaleza e São Paulo; todas cidades-sedes da Copa do Mundo de 2014. Serão R$ 14 milhões para treinar trabalhadores das áreas de transporte, hotelaria, bares e restaurantes, entre outros setores da cadeia do turismo.

“É um curso padrão de 80 horas on-line gratuito. As inscrições vão ser feitas pelas entidades representativas do setor, como ABIH, Abrasel, Brastoa, Abav. O programa continua em 2011, numa segunda jornada”, explicou o ministro Luiz Barretto, em entrevista exclusiva por telefone ao Diario. De acordo com Barretto, não há limite de vagas por cidade. “O número de vagas por capital vai depender da mobilização e da agilidade das instituições na hora de cadastrar os trabalhadores”, disse.

As entidades têm até o fim de dezembro para se credenciarem junto ao Ministério do Turismo para inscreverem para o Olá, Turista!. O prazo para cadastrar os trabalhadores é de janeiro a março – quando as aulas terão início. O programa será feito através de um convênio com a Fundação Roberto Marinho, que segundo o ministro, contratou a mesma empresa responsável pelo treinamento dos trabalhadores chineses para as Olimpíadas de 2008.

As aulas poderão ser assistidas nos horários mais adequados aos trabalhadores, já que serão ministradas pela internet. Para quem não tiver acesso ao computador em casa e no trabalho, serão disponibilizados telecentros, onde o aluno poderá fazer o curso. As demais cidades-sedes da Copa de 2014 também serão incluídas no programa, através de outro convênio que deve ser firmado pelo Ministério. A meta é capacitar 310 mil trabalhadores até o ano da Copa.

“A gente recebe muito bem, é hospitaleiro, mas precisa dar ferramentas para quem trabalha no setor. O inglês e o espanhol são uma dessas ferramentas. Temos uma meta de investir R$ 440 milhões para treinar os profissionais em outras áreas”, apontou o ministro, destacando segurança alimentar, gestão empresarial para pequenas e médias empresas e capacitação para trabalhadores informais (ambulantes e barraqueiros).

“O importante é não pensar só na Copa. É uma grande oportunidade de melhorar o receptivo. Um trabalhador que fizer o curso básico de inglês, vai usar no dia a dia e futuramente fazer o nível mais avançado. O trabalho que prossegue nos próximos anos”.