MCTI e Fortec lançam desafio para núcleos de inovação

Imagem

A Associação do Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia (Fortec) e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) acabam de lançar o Desafio Fortec de Inovação – Transformando PI em Negócios.

A competição visa promover uma nova oportunidade para que potenciais negócios sejam criados a partir do conhecimento gerado no ambiente das instituições e para que as inovações geradas possam contribuir para o desenvolvimento socioeconômico sustentável do país. É o que explica o vice-presidente do Fortec, Oswaldo Massambani. Ele lembra que, a partir da Lei de Inovação (10.973), em 2004, houve avanços importantes em relação a políticas de inovação e de proteção do conhecimento, com a geração de extensos portfólios de patentes.

A estratégia com o Desafio Fortec é estimular os NITs a avaliarem as tecnologias potencialmente negociáveis para que elas possam ser descritas e apresentadas à sociedade, ou seja, “participar do exercício de explicitação do potencial de transformação da propriedade intelectual em negócio, emprego e renda”, explica Massambani.

O objetivo central da competição é convocar esses núcleos, de todas as regiões brasileiras, a criarem equipes em suas ICTs com a possível participação de pesquisadores, alunos de graduação e pós-graduação e potenciais parceiros externos à comunidade, para modelarem suas lean startups – organizações temporárias estruturadas para desenvolver um modelo de negócio que possa ser reproduzido e ampliado.

“Quando nós transformamos o conteúdo imaterial numa descrição de negócio oferecemos algo para uma aceleradora ou empresa. Com as patentes escritas, estamos criando uma vitrine de modelos de negócios para o mercado”, diz o dirigente. “Cada região submeterá o seu projeto e uma equipe de especialistas analisará as melhores opções”, acrescenta.

A premiação inclui medalhas, certificado de participação, prêmios num total de R$ 150 mil (variável de R$ 15 mil, R$ 10 mil e R$ 5 mil entre os primeiros colocados de cada região do país) e a possibilidade de acesso a incubadoras de empresas e a aceleradoras de startups. A expectativa é de que essas organizações venham a ser incubadas ou aceleradas de modo que novos produtos, processos ou serviços alcancem o mercado na forma de aquisições pelo setor empresarial ou por sua direta execução no mercado.

Todos os modelos de negócios gerados por meio da competição integrarão uma vitrine de lean startups que estará disponível online para parcerias com aceleradoras, incubadoras e parques tecnológicos, de forma a contribuir para o desenvolvimento dos sistemas locais, regionais e nacional de inovação.

O evento somente aceitará a inscrição de propostas oriundas de NITs, com base em novos produtos, processos ou serviços considerados relevantes para o desenvolvimento de novos negócios. A inscrição dos projetos e de suas equipes deve ser feita, até 29 de abril, por meio do preenchimento do formulário online, disponibilizado no site da iniciativa – http://www.desafiofortecinovacao.com.br/.

A ordem de classificação e a premiação dos 15 finalistas serão anunciadas durante o 8º Fortec, que acontece de 18 a 21 de maio em São Paulo.

FONTE: ANPEI (Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s