Nove entre 10 startups morrem antes de começar a funcionar no BR

start up

Dados da Associação Brasileira de Startups apontam que atualmente nove entre cada dez startups fecham as portas antes de o negócio entrar em vigor. Para o especialista em inovação, André Telles, esse cenário negativo acontece em função de poucas empresas empreeendedoras conseguem cumprir as quatro etapas necessárias para considerar o projeto bem-sucedido.

Teles elenca quais são elas: a ideação, a prototipação, o aporte de recursos e o ganho de escala e monetização. “Aumentar a escala em sua base de usuários é a etapa mais difícil para uma startup, mas muitas também falham na monetização”, analisa. O especialista, no entanto, sustenta que, apesar do alto índice de mortalidade, o momento das startups no Brasil é amplamente positivo.

Dados da Anjos Brasil mostram que o investimento destinado às companhias iniciantes cresceu 25% de 2012 para 2013, atingindo R$ 619 milhões. Na avaliação dos empreendedores, ao ter uma apresentação clara do negócio (com números e projeções) e um modelo jurídico definido (contemplando previsão de crescimento e regras de entrada e saída de investidores), torna-se mais simples obter capital.

A reportagem completa pode ser lida no endereço http://goo.gl/tklkGy

Fonte: ANPEI

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s