Coloque agora seu varejo na era digital

mobile_commerce

 

As tecnologias digitais têm influência decisiva sobre 36% das compras online realizadas no mundo, segundo a consultoria americana Deloitte. De acordo com Alison Kenney Paul, vice-presidente de Distribuição e Varejo da Deloitte nos EUA, 84% dos compradores usa o aparelho antes ou durante a jornada de compra. “Os smartphones influenciaram vendas no valor de US$ 593 bilhões em 2013”, disse a consultora, durante palestra realizada ontem em Nova York, no Retail’s Big Show, o maior encontro de varejo do mundo. “Usuários de smartphones compram 40% a mais do que clientes convencionais.”

Segundo a consultora, muitos empreendedores têm encarado a questão digital da maneira errada. “Não se trata de saber quantas pessoas efetivamente compram usando o celular: o importante é marcar presença na vida desse usuário antes, durante e depois da compra”, diz. Na visão da consultoria, é preciso parar de pensar na loja física e nos canais digitais como se fossem coisas separadas. “Quanto mais pontos você tiver digitalmente, mais poderá influenciar seu consumidor. Confira a seguir sete estratégias para seu varejo entrar no mundo digital.

1. Seja consistente O cliente não faz diferença entre o online e o físico: a mensagem tem que ser a mesma nos dois. Os estoques devem ser integrados e a oferta deve ser igual. Mas, se ainda não conseguiu chegar lá, seja honesto com o consumidor: diga qual produto está disponível em qual canal, como comprar, qual o tempo de entrega etc. Dessa maneira, ele não ficará frustrado.

2. Invista em usabilidade O usuário do seu site não quer mais ferramentas, ele quer melhores ferramentas. Quanto menos cliques ele tiver que usar para comprar, melhor. Invista em um e-commerce amigável, fácil de usar – se puder ter um app, melhor ainda. De acordo com a consultoria, as vendas aumentam 12% quando a loja tem aplicativo próprio.

3. Não tente vender Parece um paradoxo, mas os novos consumidores fogem de vendedores que estão tentando fechar a venda. Ensine seus funcionários a passar informações e deixar o cliente confortável, sem tentar forçar a compra em nenhum momento. No online, crie uma ferramenta onde o consumidor possa salvar suas intenções de compra, para finalizar mais tarde, se quiser.

4. Use as mídias sociais para gerar tráfego Não subestime o valor das redes. Não é preciso vender ali, mas é necessário usar criatividade e honestidade para que aqueles que já nasceram no mundo digital abracem a sua marca – e a recomendem para os amigos.

5. Ofereça opções digitais no ponto de venda Para a nova geração, usar o celular é muito mais natural do que conversar com um vendedor. Dê ao consumidor a possibilidade de checar produtos, conferir preços e fechar a compra por celular, ou por displays espalhados na loja.

6. Não foque só em conversão Se tudo que o consumidor quer é comparar preços, ajude-o a fazer isso, seja no tablet ou no celular. Crie ferramentas amigáveis e entre no jogo. Lembre-se: o importante é a jornada, não o destino final.

 

Fonte: Revistapegn

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s