Anpei realiza primeiro meetup da inovação

Inovação bares restaurantes cysneiros ALI2015 atendimento

A Anpei realizou no dia 26 de janeiro o primeiro meetup de inovação, um encontro mais descontraído para discussão de assuntos relacionados ao tema maior, que nessa edição foi “A 4ª Era da Inovação”. O encontro foi realizado em Campinas, com organização da Anpei e da Associação Campinas Startups (ACS), patrocínio da empresa Edenred, e teve a participação de quase 200 pessoas, a maioria empreendedores e ligados a startups.

Os debatedores do encontro representaram todos os atores do Sistema Nacional de Inovação (SNI). “Precisamos de uma inovação mais inclusiva, que as pequenas e médias também se insiram no processo, e a Anpei quer ajudar e fazer isso acontecer, atuando junto e fomentando as startups”, destacou Gerson Valença Pinto, presidente da Anpei.

Rodrigo Menezes, coordenador do Comitê de Empreendedorismo, Inovação e Venture Capital da Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital (ABVCap), afirmou que o Brasil está no “estágio zero” no que se refere ao desenvolvimento de mecanismos de apoio às startups e ao mercado de venture capital. “Sentimos falta de executivos empreendedores, de profissionais que queiram deixar o mundo corporativo em que atuam para serem executivo empreendedor de uma pequena empresa”, comentou.

Fabrício Saad, diretor de Inovação da Edenred, empresa que desenvolve os produtos da linha Ticket, como o Ticket Car, Ticket Restaurante, entre outros, disse que “potencializar as startups é um caminho sem volta.” Ele contou que sua empresa acredita tanto no potencial desses empreendedores que participou da primeira conferência focada em startups realizada pela ACS em Campinas e já colheu resultados. “Fizemos uma aproximação com um potencial parceiro e agora estamos incorporando o serviço dele ao nosso produto Ticket Car”, afirmou.

Marcos Vinícius de Souza, representante do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e responsável pelo Programa Inovativa Brasil, Marcos de Souza, lembrou que inovação ainda é um tema novo dentro do governo, citando as leis do Bem e de Inovação (2005 e 2004) como mecanismos criados muito recentemente. “Os setores público e privado ainda não estão bem preparados para entrar nas startups. Uma das nossas preocupações é justamente saber como conectar as startups às cadeias das grandes empresas”, apontou.

Para Magnus Arantes, presidente da Harvard Angels e da companhia de investimentos LM Invest, três coisas são fundamentais para as empresas: recursos, conexão e apoio. Ele explicou para uma plateia ávida em saber onde obter recursos para financiar seus negócios inovadores, que os investimentos em venture capital funcionam por estágios. “Precisa entender em que estágio a empresa está para saber do que a empresa precisa e que tipo de fundo pode atendê-la”, aconselhou.

O CEO da I-Systems, Igor Santiago, disse que um dos pilares das empresas é o relacionamento. “É preciso entender o que os clientes precisam; compartilhar para aprender com os erros dos outros”, recomendou. Para ele, falta excelência ao Brasil. “Devemos trabalhar para ser os melhores do mundo. O que é ser global? É fazer busca de patente, cuidar do core do produto, ter um texto de patente defensável globalmente”, enumerou. Por fim, ele apontou um problema que foi citado por muitos os participantes. “O capital no Brasil é muito caro”, concluiu.

 

Fonte: ANPEI

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s