Inovação como estratégia competitiva da micro e pequena empresa

Flammarion-Cysneiros-Junior-Especialista em Inovação
É importante termos em mente que inovação não é apenas criar um produto novo, e a partir daí entendermos porque é tão importante para empresas de todos os tamanhos, não devendo se restringir à agenda de grandes empresas.
As micro e pequenas empresas desempenham um papel fundamental na geração de emprego e renda, o que as credencia como instrumentos indutores do desenvolvimento econômico. Inseridas em mercados cada vez mais competitivos e globalizados, as empresas de micro e pequeno porte dependem cada vez mais da capacitação tecnológica e da geração de inovações para garantir a sua sobrevivência e o seu sucesso.
A inovação funciona então como uma porta para a diferenciação no mercado. A qualidade da inovação vai definir o quão longe sua empresa se distanciará da concorrência e por quanto tempo, até que seja imitada. Mesmo empresas que trabalham com foco em preço devem estar atentas. Inovar a organização das operações, criar novos processos e novas formas mais baratas para fazer o mesmo produto pode ser a chave de competitividade em mercados orientados por preço.
Dificuldades para inovar
Segundo Caron (2004), as principais dificuldades enfrentadas pelas pequenas e médias empresas para inovar são, em ordem de importância, a falta de:
  • – recursos para investir em inovação;
  • acesso a financiamento para inovação;
  • informações sobre entidades de apoio à inovação tecnológica
  •  pessoal capacitado;
  • máquinas e equipamentos;
  • informações sobre mudanças tecnológicas;
  • confiança em parcerias e alianças para inovação tecnológica;
  • informações sobre mercados.
Outras dificuldades que também podem ser apontadas são a alta burocracia e a falta de pessoal capacitado. Além disso, de acordo com Izarra, 47% das MPEs altamente inovadoras desconhecem os incentivos à inovação.
Para sanar ou diminuir alguns destes problemas, o governo Brasileiro tem criado incentivos às pequenas empresas, estimulando a cooperação entre empresas e principalmente com as instituições de ensino ou centros de pesquisa. Uma lei criada é a Lei Geral das micro e pequenas empresas, que determina que elas recebam 20% de tudo o que for destinado pelo setor público para ciência, tecnologia e inovação.
FORMAS DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS
Dado o caráter estratégico da inovação no aumento da produtividade, competitividade empresarial e na geração de riqueza para o país, o apoio à inovação tem sido uma prioridade de diversos agentes de fomento no Brasil. Nessa perspectiva, destacam-se as seguintes modalidades de captação de recurso:
  • Financiamento bancário
  • Subvenção econômica
  • Capital semente
  • Venture capital
  • Private equity
  • Crowdfunding
A captação de recursos financeiros é uma fase crucial na busca pela viabilização econômico-financeira de um projeto de inovação. Para ser bem sucedido, o projeto deve apresentar uma significativa atratividade aos agentes de financiamento.
Curso gratuito de gestão da Inovação “Inovar para Competir”
Quer saber mais sobre fomento à inovação?
Cysneiros e Consultores Associados
Referências:
  • SEBRAE
  • Inventta
  • Jogo da Inovação
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s