Os 5 passos essenciais para começar uma startup


saroro e lele

Não existe nenhuma fórmula mágica de como começar uma startup. O caminho é árduo e exige muito esforço e dedicação.

Contudo, depois de apoiar e ajudar a lançar tantas startups, cometer e corrigir muitos erros e analisar as dificuldades que os empreendedores encontravam ao começar uma startup, chegamos a uma metodologia que está funcionando, e muito bem!

É claro que, assim como toda boa startup, seguimos sempre evoluindo e aprimorando essa metodologia, mas identificamos 5 passos básicos que são essenciais para começar uma startup.

Todas as startups apoiadas pelo Ideia no Ar passam por estes 5 passos e os resultados e aprendizados tem sido muito animadores.

COMO COMEÇAR UMA STARTUP: OS 5 PASSOS PARA COMEÇAR UMA STARTUP

1. Visão do produto/Validação:

O primeiro passo, ao contrário do que alguns empreendedores imaginam, não é definir o modelo de negócio da startup, criar o CANVAS e muito menos desenvolver um MVP (Mínimo produto viável).Antes de tudo isso é preciso realizar as primeiras validações do negócio.Como Começar Uma Startup - Product Vision Boards

Para auxiliar neste processo utilizamos o quadro de visão de produto, que captura a visão e a estratégia macro do produto/serviço da startup e é o que vai orientar as primeiras validações do negócio e também fornecer a base para a criação do CANVAS/Modelo de Negócio.

O Quadro da Visão do Produto é divido em 5 áreas e preenchido de acordo com as hipóteses iniciais que o empreendedor define para seu negócio:

  • Visão: resumo da intenção e motivação que o empreendedor tem para o produto/serviço;
  • Público-Alvo: segmento de mercado, quem o produto beneficia, quem são os clientes e usuários;
  • Necessidades: proposta de valor, problemas e dores que o produto elimina e benefícios que cria para os clientes e usuários. Deixar claro porque as pessoas querem usar e comprar o produto;
  • Produto: resumo das top 3 ou 5 funcionalidades que destacam o produto e são críticas para o sucesso. Se relacionam com a proposta de valor e resolvem as necessidades identificadas. Não é o momento para listar várias funcionalidades, isso será feito em uma etapa futura;
  • Valor: valor interno para a startup, porque ela tem interesse em investir no produto, o que ela espera de retorno. Especificar os ganhos esperados para o negócio (ex.: aumentar receita, entrar em novo mercado, reduzir custos, desenvolver a marca, adquirir conhecimentos, etc).

Depois de preencher a primeira versão do product vision board o empreendedor deve ir para a rua e validar as hipóteses de problema que foram levantadas. Afinal, como já disse Steve Blank: “Get out of the building!”

2. Definição do Modelo de Negócios:

Como Começar Uma Startup - Canvas

Apenas após ir para a rua, escutar seus possíveis clientes ou usuários e validar as hipóteses iniciais que foram definidas no product vision board chega o momento de definir a primeira versão do seu modelo de negócios.

E a melhor maneira de fazer isso é utilizando o CANVAS.O CANVAS, pra quem ainda não conhece, é uma ferramenta para construção de modelos de negócio que une, em apenas uma folha, os principais aspectos de um negócio.   Ele foi criado por Alex Osterwalder e popularizado no livro Business Model Generation (leitura obrigatória para empreendedores que querem começar uma startup!) Como a maioria dos empreendedores já conhece o CANVAS não vou explicá-lo neste artigo.

 

Fonte: http://ideianoar.com.br/como-comecar-uma-startup/

Anúncios