Entenda como uma incubadora vai ajudar sua Startup a decolar


o-modelo-cerne

 

Segundo uma  pesquisa realizada pela Fundação Dom Cabral no final do ano passado, um quarto das startups brasileiras não aguentam a pressão do primeiro ano de vida e fecham as portas por ali mesmo — seja por causa de desavença entre os sócios, volume de capital investido ou até local de instalação.

Do restante que sobra, 25% acaba batendo as botas em menos de 4 anos. No entanto, um fato interessante levantado por essa mesma pesquisa é que boa parte das empresas que conseguem se manter de pé, dão conta do recado por causa da ajuda de algum tipo de incubadora de startups.

Responsáveis por dar uma mão para as empresas recém-criadas, as incubadoras conseguem reduzir em até 3 vezes as chances de uma startup afundar logo no começo da corrida. Mas você sabe o que mais uma incubadora é capaz de fazer? Então confira meu post!

Por dentro das incubadoras de startups

Diferente daquela incubadora da série Silicon Valley, as do mundo real não são locais de festas recheadas de pessoas malucas. Mantidas por instituições públicas ou privadas, as incubadoras são organizações capazes de auxiliar as empresas em vários aspectos comerciais importantes, como:

  • Descobrir qual o melhor modelo de negócios para o projeto;
  • Gerar um network interessante para os negócios;
  • Criar um plano de negócios consistente;
  • Criar um plano de marketing (inclusive o digital) também consistente;
  • Desenvolver a noção contábil da startup;
  • Treinar o lado empresarial dos sócios;
  • Ajudar a encontrar algum investidor para o projeto;

Quem pode participar de uma incubadora

Qualquer pessoa ou empresa pode entrar em uma incubadora, desde que tenha em mãos a ideia de um produto que seja inovador. Para avaliar isso, as incubadoras costumam ficar de olho em alguns pontos dos projetos:

  • Aquele projeto da startup deve ser realmente inovador em algum aspecto;
  • O produto precisa ser viável para o mercado;
  • Quem for cuidar da startup precisa de uma boa qualificação técnica;
  • Deve existir um mínimo de capital inicial para bancar o começo do projeto;
  • O projeto precisa ter a ver com a filosofia daquela incubadora.

Quais são os objetivos de uma incubadora de startups

Bem, talvez você esteja se perguntando: porque uma incubadora ajudaria no nascimento de outras empresas sem lucrar nada (ou quase nada) com isso? A resposta é simples: ela lucra, mas nem sempre é diretamente.

Por estarem bastante ligadas à instituições de ensino, causas sociais ou programas do governo (como o Sebrae), as incubadoras, ao desenvolver o surgimento de tecnologias e novos mercados no país, ajudam a aumentar não só o número de empregos como a qualidade do que é produzido no Brasil.

Responsável por ajudar aqueles que estão começando no mundo do empreendedorismo (ou até alguns veteranos que precisam de uma forcinha em novos projetos), a incubadora de startups é uma verdadeira mão na roda para qualquer empresa que esteja começando a andar. Por isso, mais do que uma bela parceira, ela pode também ser a salvadora de muitos projetos futuros.

Espero que você tenha tirado suas dúvidas e aprendido um pouco mais sobre as incubadoras por aqui, mas se tiver alguma pergunta ou quiser acrescentar mais alguma coisa, basta usar a nossa caixa de comentários! Ah, e não se esqueça de conferir os nossos outros posts no nosso blog.

Fonte: http://www.guiaempreendedor.com

Serviço:

Consultoria para Incubadoras e Aceleradoras e Startups – www.cysneiros.com.brr

INCUBATIC pretende ingressar na Incubadora C.A.I.S do Porto


INCUBATIC C.A.I.S do Porto
A INCUBATIC – Incubadora de Base Tecnológica de Inovação e Conhecimento. Possui atualmente 05 empresas incubadas que foram aprovadas no  PRIME – Programa Primeira Empresa Inovadora da Finep executado pelo C.E.S.A.R.
O núcleo de inovação e P&D da INCUBATIC pretende-se instalar-se na Incubadora C.A.I.S do Porto para que possa estimular o surgimento de novos projetos e empresas inovadoras para atender as demandas dos APL´s de Pernambuco.
Informações: INCUBATIC- INCUBADORA DE BASE TECNOLÓGICA DE INOVAÇÃO E CONHECIMENTO
Fone: (81) 3445-2956

:: A Incubadora C.A.I.S. do Porto

A incubadora C.A.I.S. do Porto, iniciativa do Porto Digital, está localizada na Rua do Apolo, 181, e tem como principal objetivo dar suporte a empreendimentos nascentes de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) voltados para o desenvolvimento de soluções de problemas reais dos setores produtivos do estado de Pernambuco, situados no interior ou na capital.

:: Por que participar do C.A.I.S. do Porto?


:: Quem pode participar

As propostas poderão ser apresentadas por pessoas físicas ou jurídicas, individualmente ou em sociedade, e deverão ter como objetivo o desenvolvimento de uma nova linha de produtos ou serviços na área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) que solucionem problemas reais de setores produtivos do estado de Pernambuco.

:: Processo de Incubação

No decorrer dos 18 de meses de incubação os empreendedores receberão diversas capacitações gerenciais e técnicas para o desenvolvimento de sua solução e para estruturação de seu negócio futuro. O processo de incubação envolve 4 etapas, conforme apresentado na figura abaixo:

:: Infraestrutura e Serviços Oferecidos

INFRAESTRUTURA

SERVIÇOS DE APOIO

CAPACITAÇÃO E CONSULTORIA

§ 2 pisos (275 m2)

§ 42 Posições de Trabalho

§ 2 Salas de Reunião

§ 2 Espaços de Convivência

§ Ambiente Climatizado

§ Mobiliário Completo

§ Notebooks

§ Acesso à Internet

§ Licenças de Software

§ Prospecção de Negócios

§ Participação em Eventos

§ Direito Empresarial

§ Plano de Negócios e Captação de Recursos

§ Contabilidade e Finanças

§ Marketing e Vendas

§ Gestão Empresarial

§ Desenvolvimento de Software


:: Seleção de Empreendimentos 2010

Já se encontra disponível a chamada pública para a seleção dos projetos que vai até 07/05/2010.

Para participar o candidato deverá preencher seus dados de contato e baixar o edital do processo seletivo. Este documento informa todos os detalhes do processo seletivo.

Após a leitura do edital o candidato deverá preencher o formulário eletrônico para a submissão da sua proposta.

Saiba mais sobre alguns setores produtivos de Pernambuco

– SEBRAE/PE

– TGI CONSULTORIA – PERNAMBUCO COMPETITIVO

– SEBRAE/ITEP

:: INCUBATIC

E-mail: cais@incubatic.com.br
Fone: +55 (81) 3445-2956

:: Contato

Acesse aqui o formulário para dúvidas e solicitações.

Carregando…

Empresas de tecnologias inovadoras do RJ ganham centro de desenvolvimento


desenvolvimentoO Rio de Janeiro vai ganhar um Centro de Desenvolvimento de Empresas de Tecnologias Inovadoras (CDETI). Elaborado há dois anos pela Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação – seção Rio de Janeiro (Assespro/RJ), o projeto será instalado na zona portuária da capital fluminense.

O presidente da Assespro/RJ, Ilan Goldman, disse hoje (7) à Agência Brasil que uma das ideias em estudo prevê  a implantação da incubadora de empresas de tecnologia da informação (TI) junto com incubadoras ligadas à área cultural, como de audiovisual, por exemplo, dentro do conceito de convergência digital.

Ontem (6), um grupo integrado por representantes da prefeitura do Rio, da  Assespro/RJ, da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC/RJ), da Secretaria de Cultura, do Instituto Pereira Passos  e da Riofilme visitou a área do porto. O objetivo foi identificar espaços propícios para a instalação da incubadora do CDETI.

Uma segunda reunião está programada para a semana que vem. Goldman  informou que o próximo passo será  a elaboração de um estudo para viabilização do projeto. “É uma mistura de incubadora de empresas com áreas compartilhadas para serem  usadas por empresas não incubadas.”

O objetivo é ter um centro  que permita a interação  de empresas emergentes com empresas não incubadas. “Nós estamos criando um ambiente de capacitação, de treinamento propício para que isso possa ocorrer”, disse Goldman.

O presidente da Assespro/RJ destacou a  importância de ter um centro desses no Rio de Janeiro, porque o estado “historicamente, sempre  representou o maior contingente de empresas de TI do país”. O Rio apresenta ainda, segundo Goldman, toda a conjuntura de ambiente de criatividade para o desenvolvimento da inovação.  Apesar dos tributos elevados e mesmo enfrentando uma forte migração para outros estados, destacou ele, o Rio de Janeiro ainda é o local com mais empresas de informática.

O CDETI vai preencher uma lacuna entre as empresas que nasceram em universidades e, depois de cumprido esse primeiro estágio, não têm para onde ir. A Assespro/RJ buscará investidores para aplicar recursos nas empresas incubadas que apresentam potencial de desenvolvimento no mercado. Projeto semelhante está sendo desenvolvido no momento pela prefeitura de Barcelona, na Espanha, revelou Goldman.

A questão de financiamento para instalação do CDETI ainda não está definida. Caberá à Assespro/RJ gerir o novo espaço. “Manter de pé e fazer funcionar”, explicou Goldman.

Incubadora de Guarulhos (SP) dobra sua capacidade


incubadora guarulhos

Novo local tem três vezes o tamanho da sede anterior, com possibilidade de abrigar o dobro de empresas, e será o embrião do futuro Parque Tecnológico de Guarulhos.Guarulhos – Com cerca de dois mil metros quadrados, a nova sede da Incubadora de Empresas de Guarulhos, na Grande São Paulo, passa a ter estrutura para atender 20 novos empresários com todo tipo de apoio em gestão, informações para lançar produtos e serviços, abrir novos mercados e conseguir linhas de crédito e parcerias.

A inauguração do novo espaço, localizado no bairro de Cumbica, foi nesta quarta-feira (20), com participação de autoridades locais e representantes dos parceiros do projeto. A Incubadora é resultado de parceria entre o Sebrae/SP, por meio do Escritório Regional Guarulhos, a Associação dos Empresários de Cumbica (Asec), Agência de Desenvolvimento de Guarulhos (Agende), Ciesp e Associação Comercial-Empresarial de Guarulhos.Na nova sede, os atuais empresários podem ter suas empresas em salas de 15 m² a 45 m². No local, também foi inaugurado o embrião do futuro Parque Tecnológico de Guarulhos. “Para nós de Guarulhos é uma honra muito grande realizar o sonho dessa incubadora e do parque tecnológico”, destacou Sebastião Almeida, prefeito do município.

A Incubadora de Guarulhos é de base tecnológica. No início de abril, foi lançado o edital para abertura de 11 novas vagas para empresas com projetos inovadores e tecnológicos, que já serão abrigadas na nova sede. “O foco é nos negócios de base tecnológica, de modo a agregar valor às indústrias locais e movimentar toda a cadeia empresarial da cidade”, explica Cristiane Rebelato, gerente regional do Sebrae/SP.

Uma dessas novas empresas é a Davos do Brasil, cujo produto, o UV30, permite a limpeza de superfícies sem o uso de água, e sem gerar resíduos para o meio ambiente. “No nosso caso, a única forma de crescer e atingir escala é contando com o apoio da Incubadora”, explicou Luiz Affonso Amado Sette, responsável pela empresa.

Até o final de 2010, o plano é ter 70 empresas incubadas, entre as que têm sede na incubadora e as que recebem apoio remotamente.

Entre os vários presentes à festa de inauguração da nova sede, um dos entusiastas era o ex-presidente da Embraer, Ozires Silva. À frente da Pele Nova, seu novo empreendimento na área de biotecnologia, ele comentou que a Incubadora é o meio do caminho entre a empresa e o sucesso. “A incubadora dá a oportunidade de surgir, em Guarulhos, a empresa que vai gerar os empregos do futuro”, disse.

Incubadora de Jundiaí abre vagas para novas empresas


jundiaiCom objetivo de apoiar e auxiliar o desenvolvimento de micro e pequenas empresas, a Incubadora de Jundiaí, no interior paulista, abriu processo seletivo para acesso de novas empresas ao Programa Incubadoras do Serviço Brasileiro de Apoio a Micro e Pequena Empresa de São Paulo (Sebrae-SP), realizado por meio do Escritório Regional Sudeste Paulista, em parceria com a prefeitura e Associação Comercial e Empresarial local.

As inscrições, conforme previsto em edital, estão abertas até 30 de julho para empresas que buscam a inovação no desenvolvimento de produtos e serviços. O programa Incubadoras apresenta várias vantagens para quem necessita de suporte para começar um novo negócio. Os candidatos selecionados poderão utilizar as instalações e facilidades da incubadora por um período de até três anos.

Jundiai IncubadoraIncubadora

A Incubadora de Empresas de Jundiaí abriga empresas de base tecnológica e de economia tradicional e atualmente conta com 16 empresas que atuam em áreas diversas, como desenvolvimento de projetos em automação industrial; comércio atacadista de máquinas, aparelhos e equipamentos para uso odonto-médico-hospitalar; partes e peças; fabricação e assistência técnica em equipamentos tratadores de ar; serviço de usinagem, solda, tratamento e revestimento em metais.

Além das empresas que mantém suas instalações nas dependências da Incubadora, outras 16 não-residentes (ligadas à Incubadora e já com sede própria) participam do programa e também são assistidas. Desde o início das suas atividades há sete anos, a Incubadora de Jundiaí graduou 13 empresas, sendo que no ano passado o faturamento geral chegou a R$ 2,5 milhões.