Programa ALI ajuda a implantar práticas inovadoras gratuitamente no seu negócio.


ALI-Sebrae-Senior-Flammarion-Cysneiros-Consultor Cnpq

Programa ALI ajuda a implantar práticas inovadoras gratuitamente no seu negócio.

Histórico

A inovação é fator de sobrevivência das micro e pequenas empresas e instrumento necessário para que elas aumentem sua participação na economia brasileira, consolidando posições no mercado interno e assegurando maior participação no mercado internacional. Por isso, o Sebrae em parceria com o CNPq, criou o programa Agentes Locais de Inovação (ALI), cujo objetivo é massificar soluções de inovação e tecnologia nas micro e pequenas empresas, tornando-as alcançáveis para todos os empresários e/ou empreendedores.

  • Testado em 2008 no Paraná e no Distrito Federal, o programa mostrou-se desde então uma alternativa inteligente para levar gratuitamente a inovação aos pequenos negócios.
  • Em 2010, o programa ALI deu seu primeiro salto. Passou de projeto-piloto a um programa de alcance nacional, envolvendo diversos estados brasileiros.
  • Em 2012, ocorreu um novo marco. O Sebrae ganhou um novo aliado no programa, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e tecnológico (CNPq), atuando  em todo o território brasileiro.

Assim que teve início, o programa contava com o apoio de apenas 396 Agentes locais, e atendeu cerca de 5.000 empresas. Prestes a completar 5 anos de existência, a realidade dos números é bem diferente, o programa conta com a participação de mais de 1.000 Agentes Locais e uma meta de atender 45.000 empresas até o final de 2014.

Como funciona o programa

Flammarion CysneirosO Programa Agentes Locais de Inovação – ALI é um acordo de cooperação técnica entre o CNPq e o Sebrae, com o objetivo de promover a prática continuada de ações de inovação nas empresas de pequeno porte, por meio de orientação proativa e personalizada.

Esta orientação é realizada por Agentes bolsistas do CNPq e capacitados na metodologia, para acompanhar um conjunto de empresas, definido estrategicamente pelo Sebrae. O programa tem abrangência nacional e está consolidado como estratégia de competitividade e diferencial competitivo para as empresas de pequeno porte.

Os Agentes Locais de Inovação (ALI) visitam os empreendimentos, apresentam soluções e oferecem respostas às demandas do negócio. As mudanças geram impacto direto na gestão empresarial, na melhoria de produtos e processos e na identificação de novos nichos de mercado para os seus produtos. O programa possui as seguintes etapas:


Sensibilização – momento em que a empresa tem contato com a proposta do Programa ALI. Para que uma empresa participe do programa, ela não pode estar participando de projetos coletivos Sebrae (o foco do Programa ALI é a conquista de novos clientes).

Adesão – momento em que a empresa formaliza seu compromisso com o Programa ALI.

Diagnóstico Empresarial preenchimento pelo ALI, junto ao empresário, do Diagnóstico Empresarial. O modelo de diagnóstico utilizado é o mesmo do MPE Brasil.

Radar da inovação – preenchimento pelo ALI, junto ao empresário, do Radar da Inovação.

Devolutiva – elaborada pelo ALI, a devolutiva é resultado da análise dos dados e evidências coletadas no Diagnóstico Empresarial e do Radar da Inovação.

Matriz Fofa +  Plano de Ação – após a entrega da devolutiva, o ALI deverá elaborar a Matriz Fofa e o Plano de ação juntamente com o empresário. Este plano  deverá conter no mínimo 5 (cinco) ações distintas.

Início do Plano de Ação T0, T1, T2 e T3  e Monitoramento do Plano de Ação – o empresário, acompanhado pelo ALI e supervisionado pelo sênior, acompanha a empresa na implantação das ações.

Para se dar início ao um novo Ciclo – Tn, deve-se atentar para a exigência mínima de execução de 3 (três) ações do Plano de Ação.

Quem pode participar?

Podem participar empresas de pequeno porte – EPP, com faturamento anual entre R$ 360.000,01 e R$3.600.000,00, atuantes nos setores de Indústria, Comércio ou Serviços.

Quais são os benefícios?

O programa oferece:

  • Acompanhamento “In Loco” – o ALI vai até o seu negócio e irá monitorar de forma customizada a implantação das ações inovadoras que você decidir utilizar.
  • Acompanhamento Continuado – o acompanhamento do ALI é, em sua essência, continuado, pois envolvem repetidas visitas às empresas.
  • Acompanhamento Customizado – as soluções são apresentadas de acordo com a necessidade da sua empresa.
  • Acompanhamento Especializado – as ações propostas pelo ALI são validadas pelo Consultor Sênior, especialista do SEBRAE no segmento empresarial, o que possibilita uma orientação mais fiel e coerente.
  • Acompanhamento Gratuito – destaca-se a não-cobrança de nenhuma taxa para o acompanhamento do ALI. Compreende-se, naturalmente, que as ações sugeridas pelo ALI podem incorrer em custos para o empresário, principalmente por envolverem a aquisição de novos equipamentos, serviços ou tecnologias.
FAQ- ALI

Conheça as respostas para as principais questões referentes ao Programa Agentes Locais de Inovação.

  • Posso desistir do atendimento?
    R: Você poderá desistir de participar do Programa Agentes Locais de Inovação a qualquer momento, basta informar a sua desistência para o agente que está fazendo o atendimento em sua empresa.
  • Como faço para receber uma visita na minha empresa?
    R: Caso haja interesse, você deverá ligar no 08005700800 ou enviar e-mail para programali@sebrae.com.br e solicitar a visita de um agente na sua empresa.
  • Por quanto tempo minha empresa será acompanhada por um Agente Local?
    R: Após a adesão ao programa a sua empresa será acompanhada por 2 anos e 6 meses.
  • Estou montando uma empresa, posso participar do programa?
    R: Você poderá participar caso a sua empresa se enquadre como Empresa de Pequeno Porte – EPP
  • Existe algum telefone para tirar dúvidas?
    R: Sim. Pelo telefone 0800 570 0800 ou através do e-mail programali@sebrae.com.br
  • Empresas de qualquer setor podem participar do programa?
    R: Sim. Desde que a empresa se enquadre no setor de comércio, serviço ou indústria e seja uma Empresa de Pequeno Porte – EPP.

Fonte: SEBRAE

Saiu o Edital ALI Pernambuco – Agente Local de Inovação 2014 – Sebrae Cnpq 28 outubro, 2014

Posted by Flammarion Cysneiros in Agente Local de Inovação.
Tags: , , , ,
trackback , edit post

Edital ALI Cnpq Sebrae Pernambuco

Processo Seletivo de Bolsistas – CNPq e SEBRAE/PE – 01/2014

Edital 01/2014
27/10/2014

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de Pernambuco – SEBRAE/PE, tornam pública a abertura das inscrições para captação de BOLSISTAS para atuarem como ORIENTADORES e AGENTES no Programa ALI – AGENTES LOCAIS DE INOVAÇÃO, cujo objetivo é promover a prática continuada de ações de inovação nas empresas de pequeno porte, por meio de uma orientação proativa e personalizada.

Vagas para o estado de Pernambuco:

Tabela de Vagas Pernambuco ALI Cnpq Sebrae 2105Tabela RMR de Vagas ALI Sebrae Pernambuco 2015

  • Bolsa Capacitação EXP-SC: R$ 2.000,00 (dois mil reais), por 1 (um) mês, a contar da convocação, prevista para março/2015, de acordo com o cronograma constante no item 8 deste comunicado, sem possibilidade de renovação.
  •  Bolsa ALI EXP-SB: R$ 4.000,00 (quatro mil reais) mês, por até 30 (trinta) meses, após a capacitação, sem possibilidades de renovação, já incluído R$ 600,00 (seiscentos reais) mês de ajuda de custo para:
    o R$ 350,00 (trezentos e cinquenta reais): microcomputador portátil com
    acesso à internet móvel e smartphone.
    o R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais): Plano de saúde.

Inscrições e Link para o Edital em pdf download

em: http://www.contemaxconsultoria.com.br/

Saiu o Edital ALI Pernambuco – Agente Local de Inovação 2014 – Sebrae Cnpq


Edital ALI Cnpq Sebrae Pernambuco

Edital ALI Cnpq Sebrae Pernambuco

Processo Seletivo de Bolsistas – CNPq e SEBRAE/PE – 01/2014

Edital 01/2014
27/10/2014

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de Pernambuco – SEBRAE/PE, tornam pública a abertura das inscrições para captação de BOLSISTAS para atuarem como ORIENTADORES e AGENTES no Programa ALI – AGENTES LOCAIS DE INOVAÇÃO, cujo objetivo é promover a prática continuada de ações de inovação nas empresas de pequeno porte, por meio de uma orientação proativa e personalizada.

Vagas para o estado de Pernambuco:

Tabela de Vagas Pernambuco ALI Cnpq Sebrae 2105Tabela RMR de Vagas ALI Sebrae Pernambuco 2015

  • Bolsa Capacitação EXP-SC: R$ 2.000,00 (dois mil reais), por 1 (um) mês, a contar da convocação, prevista para março/2015, de acordo com o cronograma constante no item 8 deste comunicado, sem possibilidade de renovação.
  •  Bolsa ALI EXP-SB: R$ 4.000,00 (quatro mil reais) mês, por até 30 (trinta) meses, após a capacitação, sem possibilidades de renovação, já incluído R$ 600,00 (seiscentos reais) mês de ajuda de custo para:
    o R$ 350,00 (trezentos e cinquenta reais): microcomputador portátil com
    acesso à internet móvel e smartphone.
    o R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais): Plano de saúde.

Inscrições e Link para o Edital em pdf download

em: http://www.contemaxconsultoria.com.br/

Imagem

Sessão de Negócios Encadeamento entre Grandes e Pequenos Negócios na FIMMEPE


Sessão de Negócios Encadeamento entre Grandes e Pequenos Negócios na FIMMEPE

Oportunidade de Negócios: Sessão de Negócios Encadeamento entre Grandes e Pequenos Negócios na FIMMEPE que acontecerá dia 24 de outubro das 18h às 22h no Centro de Convenções em Olinda/PE. Para empresas atendidas pelo Programa ALI Pernambuco EPP e ME do setor Metal Mecânico e Alimentos. Inscrições Gratuitas até 24/10. Informações: (81) 3227.2085.

SEBRAETEC



O Programa SEBRAETEC – Serviços em Inovação e Tecnologia é um instrumento do Sistema SEBRAE que permite às EMPRESAS DEMANDANTES acesso a conhecimentos tecnológicos existentes na infra-estrutura de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I), visando a melhoria de processos e produtos e/ou a introdução de inovações nas empresas ou no mercado.

Case: Grupo LIGNO – Móveis Corporativos

Pernambuco vai sediar mundial de 2014


Pernambuco 2014

Pernambuco marcou um gol de placa e será uma das subsedes da Copa do Mundo de futebol em 2014. O anúncio foi feito pelo presidente da FIFA, Joseph Blatter domingo, direto das Bahamas.

Além de São Lourenço da Mata, que vai abrigar o projeto pernambucano da Cidade da Copa, outras 11 cidades brasileiras receberão os jogos da maior competição esportiva do planeta.

Para assistir ao anúncio das 12 cidades brasileiras escolhidas, o governador Eduardo Campos reuniu políticos e personalidades ligadas ao futebol pernambucano no Palácio do Campo das Princesas. Eduardo sentou-se à mesa ao lado da primeira-dama Renata Campos, do presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Carlos Alberto Oliveira e dos prefeitos João da Costa (Recife) e Ettore Labanca (São Lourenço), onde assistiu à transmissão ao vivo pela TV e ao ouvir a confirmação do Estado, comemorou muito a notícia: “É mais um projeto estruturante na construção de um novo Pernambuco. A realização da Copa vai ajudar muito no desenvolvimento do Estado. Vai gerar muitas oportunidades de trabalho e divulgar o nosso Estado no mundo inteiro”, disse Eduardo, que agradeceu a toda a equipe empenhada no projeto desde 2007.

Em entrevista coletiva, Eduardo destacou alguns fatores que somaram pontos para o Estado na disputa. Ele revelou que o fato do projeto ser tocado em regime de PPP (parceria público-privada) foi um fator predominante na escolha. “No nosso projeto, entramos só com o terreno e a iniciativa privada constrói. É um projeto que não tem a dependência do orçamento do Estado ou da União. Ou seja, fica muito mais seguro para a FIFA que hoje sofre com problemas deste gênero (falta de recursos públicos) na África do Sul”.

Eduardo salientou ainda as expectativas de expansão do turismo em Pernambuco. De acordo com ele, o Estado deverá ganhar cinco mil novos leitos hoteleiros e um crescimento pós-Copa da atividade que pode chegar a 20%. “Quem vier assistir a um jogo da Copa também vai querer vir ao Recife visitar nossos museus, ir às nossas praias nos litorais Norte e Sul, conhecer Caruaru, as belezas do Rio São Francisco, ou seja, é uma oportunidade para o Estado como um todo”, comentou.

O Governador anunciou ainda as primeiras providências tomadas pelo Governo do Estado e assinou o projeto de lei que assegura benefícios fiscais às empresas que investirem em projetos relacionados à Copa do Mundo de 2014, em cumprimento às exigências da FIFA. As Prefeituras do Recife e São Lourenço da Mata também vão encaminhar projetos de incentivos fiscais às respectivas Câmaras de Vereadores.

Caberá ao Governo do Estado ainda a duplicação da BR-408, que já está incluída no PAC, a construção da estação de metrô Cosme e Damião e a ampliação em 600 metros de linha férrea, que vai interligar as estações do Timbi e do TIP, além da implantação do terceiro hospital da RMR, Pelópidas da Silveira, que será entregue em dezembro de 2010. O novo bairro também será cortado por um VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) ou VLP (Veículo Leve sobre Pneus) que ligará os cerca de 36 mil moradores à estação de metrô.