Mercado de tecnologia começará a se recuperar no 4º trimestre


tecnologia da informação.

Forrester Research aponta, contudo, desaceleração mais intensa de compras de serviços e produtos de tecnologia ao longo do ano.

Nos Estados Unidos, a retomada de investimentos em produtos e serviços de Tecnologia da Informação deve ocorrer a partir do quarto trimestre de 2009, enquanto em outros mercados o desempenho deve melhorar no primeiro trimestre de 2010, informou a consultoria Forrester Research na terça-feira (30/6).

As compras relacionadas a TI, por empresas e governos, devem cair 10,6% este ano, diz a Forrester. A previsão anterior, realizada no início de 2009, apontava queda de 3%. Nos Estados Unidos, a queda deverá ser de 5,1%, contra os 3,1% apontados anteriormente, de acordo com a mais recente atualização trimestral da consultoria. Novos dados a respeito da desaceleração de investimentos ao longo do primeiro trimestre fizeram a Forrester reavaliar os números.

Apesar de indicar uma queda maior do que a esperada, a Forrester mantém a expectativa de que 2010 será um ano de recuperação nas vendas do mercado de tecnologia da informação em todo o mundo.

As compras de hardware devem cair 13,5%, enquanto a aquisição de equipamentos de comunicações deve desacelerar 12,4%. A tendência é que os gastos com software recuem 8,2% e que investimentos em outsourcing e consultoria caiam 8,6%, segundo a Forrester.

Pesquisa “Influência de Indicadores de Custo e Cronograma na Medição de Maturidade em Gerência de Projetos”


Cronograma

Influência de Indicadores de Custo e Cronograma na Medição de Maturidade em Gerência de Projetos

À medida que as empresas passaram a reconhecer a importância da realização de projetos de sucesso para sua sobrevivência, as atenções começaram a se voltar às técnicas e metodologias de gerência de projetos. Dentro da da Engenharia de Software, algumas iniciativas foram tomadas com o intuito de estruturar o processo de maturidade em gestão de projetos.
No entanto, a análise da maturidade de gestão de projetos é complexa e prende a organização a um modelo específico e sua metodologia de avaliação, normalmente através de extensos questionários.
Com o foco na necessidade de se identificar índices capazes de extrair informações sobre a maturidade da gestão de projetos, a presente pesquisa se propõe a avaliar a influência dos indicadores de custo (CPI) e cronograma (SPI) na maturidade em gestão de projetos.
Buscando coletar informações que permitam analisar a proposta dos indicadores citados, como índices capazes de avaliar maturidade, esse questionário foi elaborado.

Você, profissional de TI, é importante fonte de informação e sua participação ao responder este questionário (http://www.surveymonkey.com/s.aspx?sm=ySKdj9NNCzz5YMPrBtQgVg_3d_3d) será essencial para o sucesso dessa atividade. Pedimos apenas poucos minutos de sua atenção.

Agradecemos sua colaboração.

Cordialmente,

Aline Andrade
Graduando – Escola Politécnica, Universidade de Pernambuco

Luciana Leal
Doutoranda – Centro de Informática – Universidade Federal de Pernambuco

Profa. Cristine Gusmão
cristine@dsc.upe.br
Professora Assistente
Departamento de Sistemas e Computação
Escola Politécnica, Universidade de Pernambuco

Membro do Grupo Project Management Improvement in Software Engineering (PROMISE)
pma.dsc.upe.br

Participe desta pesquisa!

Pesquisa mostra que consumidor está insatisfeito com call centers


Essa é a conclusão de uma pesquisa obtida pelo ‘Fantástico’, que ouviu 3,6 mil pessoas.
Cada vez mais pessoas procuram serviços de defesa do consumidor para reclamar.

O brasileiro está cada vez menos paciente com a ineficiência no telemarketing. Essa é a conclusão de uma pesquisa que ouviu 3,6 mil pessoas em oito capitais. O estudo analisou o comportamento do consumidor desde 2002. O jogo de empurra é uma das coisas que mais irritam o consumidor, segundo a pesquisa que mediu o nível de satisfação com os serviços de atendimento. Seis anos atrás, a cortesia era o que mais contava. Agora, o cliente prefere a eficiência.

Veja o decreto com normas para o setor call center

As empresas prestadoras de serviço vão ser obrigadas a manter atendimento telefônico 24 horas por dia, sete dias por semana. Terão que contratar mais gente, investir em tecnologia e treinar mão-de-obra.

Baixe aqui a pesquisa completa sobre o seviço de call center

Veja o site do Fantástico